Sua saúde mental pode estar intimamente ligada com suas finanças — sendo assim, aquela dívida do cartão de crédito talvez seja o cerne de todo seu estresse, ansiedade ou depressão. Pesquisas recentes mostram um elo muito claro entre os dois âmbitos, provando que o nervoso na hora de olhar a fatura se reflete de forma muito impactante no resto da sua vida.

A estimativa da OMS (Organização Mundial de Saúde) é de que aproximadamente 23 milhões de brasileiros sofram com transtornos ou doenças psicológicas, sendo que cerca de cinco milhões de pessoas dessa parcela são afetados mentalmente de forma agravada ou moderada.

Agora, uma pesquisa da universidade de South Hampton, nos Estados Unidos, avaliou 65 estudos que ligam dívidas e saúde mental. O resultado comprova uma correlação entre as duas áreas e os resultados são uma prova tangível do impacto do dinheiro em nossa rotina. 

Saúde mental: depressão e dívidas

Um dos estudos avaliados foi publicado no jornal norte-americano Journal of Family and Economic Issues. A matéria divulgada fala sobre um risco maior de depressão causada por problemas financeiros em grupos com menos educação, próximos da idade da aposentadoria e em divorciados.

Ainda que as múltiplas pesquisas analisadas comprovem a ligação entre cartões de créditos vencidos e saúde mental, não há uma comprovação da causa por trás do problema. A teoria é de que a preocupação com dívidas leva, naturalmente, a um aumento do estresse e, consequentemente, uma resistência menor aos impactos da ansiedade e depressão.

Outra linha de pensamento é a de que situações já existentes de discrepâncias psicológicas acabam interferindo com a capacidade de administração financeira. Comprinhas no impulso e gastos desnecessários podem ser um dos sinais por trás de uma psique desesperada por ajuda. Adicionalmente, quem já sofre com problemas psicológicos também pode enfrentar problemas na hora de encontrar um emprego fixo, o que pode resultar na dificuldade para pagar contas.

Seguindo a lógica, basta concluir que existe uma grande chance de que sua saúde mental esteja alimentando seus problemas financeiros e vice-versa. Se afundar em dívidas pode aumentar sua chance de ficar ansioso ou depressivo, enquanto ser ansioso ou depressivo pode aumentar sua chance de se afundar em dívidas.

Saúde Mental

Muita calma nessa hora

Ainda assim, vale pontuar que falta de dinheiro é uma situação reversível. Caso você esteja sofrendo com problemas psicológicos, porém, sua capacidade de solucionar o problema pode estar sendo limada. De forma similar, caso você esteja afogado em dívidas, pagar por um tratamento extensivo para tratar sua psique pode não ser uma opção válida.

Não importa o que tenha aparecido primeiro na sua vida — os obstáculos financeiros ou os mentais — a solução pode ser cuidar das duas esferas simultaneamente. Quando você está mentalmente estável e saudável, é mais fácil manter a calma e tomar decisões conscientes para resolver suas contas. Da mesma forma, é mais fácil focar totalmente em você quando você está prestes a solucionar seus problemas com dinheiro.

Mesmo que você não esteja passando por dificuldades na hora de pagar seus cartões agora, é uma boa ideia observar seu saldo no banco e tentar criar paralelos com sua saúde mental. Só de reconhecer a relação entre os dois você pode monitorar ambos de forma eficiente.

Fontes: http://link.springer.com/article/10.1007/s10834-015-9443-6

Clique para entender sobre quando buscar Psicoterapia.

Dúvidas, agende uma conversa.

Abraços,

Vanessaсайта авторитетвыбрать как хостинг для сайта на wordpressанглийскомкупить футболкtrans siberian orchestra christmas ticketsсамые успешные рекламные кампаниилобановский александр женавинперст отзывы