Na maioria das vezes – todo ser humano – deseja realizar algo e de maneira muito rápida.

Esse desejo ávido em obter logo – bons resultados; muitas vezes impossibilita o processo de autodesenvolvimento e autoconhecimento.

Freud já dizia que o sonho é na verdade a satisfação de que o desejo se realize, de fato, quem não gostaria de ver seus ideais e metas conquistados?

Todas as pessoas, claro!

Autoconhecimento: tempo, erros e acertos

 

Mas é interessante salientar que tudo na vida também tem um tempo para ser realizado, tudo à nossa volta consiste em um campo energético, tudo que é pensado ou criado tem determinada força, que pode ser fraca ou forte, a depender da determinação e coragem ao qual a pessoa destina diante o objetivo principal.

Assim como uma semente tem um tempo determinado para prender-se a terra, produzir ramos, folhagens, frutas ou flores, assim também consiste o desenvolvimento e progresso de qualquer desejo, mas esse autoconhecimento só vem à medida em que as experiências ocorrem em nossas vidas.

O problema se estabelece quando o indivíduo movido pela ansiedade não consegue apreciar o percurso até a realização dessa meta, perde-se aí grandes ganhos de autoconhecimento e descobertas.

 

autoconhecimento

 

Muitos trabalhos, por exemplo, podem ser desenvolvidos com maior criatividade; eloquência e ideias geniais, caso o profissional aprenda a apreciar o trajeto desse envolvimento e autoconhecimento em específico. Isso quer dizer que ao passo que você está atento ao desenrolar dos resultados, conseguirá aprimorá-lo, deixá-lo mais atraente, compreendendo assim o que é preciso fazer e utilizar para que o mesmo chegue ao objetivo almejado.

Nesse entendimento segue a questão do aprendizado com os erros e acertos, que seguem à medida do tempo. Freud, por exemplo, foi um pesquisador muito empenhado, ele não se conformava com respostas simplistas e pensamentos tradicionais; sempre foi muito de questionador e buscava informações adicionais através dos sintomas de seus pacientes, ou seja, suas verificações, abordagens e linha de pensamento eram baseadas numa investigação profunda, onde o saber mais, compreender a fundo – sempre foi o sentido de suas buscas.

Ficamos tão ansiosos em resolver logo as coisas, que não apreciamos o percurso, os deslizes, falhas e até dissabores do momento – que são importantes, ainda que dificilmente compreendamos que o fracasso também faz parte do processo de autoconhecimento, ele faz, sem os deslizes e interrupções não haveria chance de ampliar a visão, de estudar com mais empenho sobre causa, efeito e solução e não poderíamos chegar a um patamar mais elevado, pelo simples fato de achar que determinada coisa precisa ser conquistada com brevidade.

O entendimento humano

 

Ainda falando sobre Freud, veja, ele foi capaz de mudar completamente o conceito de entendimento ao ser humano, através de suas análises e conhecimentos mais aprimorados, claro que esse trajeto não foi nada fácil, visto que o mesmo passou muitos anos empenhado em trabalhos extensos, como no caso de Dora – na “Análise Do Um Caso De Histeria”, e também quanto no trabalho da “Interpretação De Sonhos”, Freud só convenceu-se de que esses materiais poderiam ser publicados, quando teve certeza absoluta de que eles estavam prontos e completos – isso envolveu anos de muito empenho e trabalho duro, (cerca de 9 anos retidos em sua posse).

Isso significa dizer que Freud aproveitou tudo o que esses anos poderiam conceder-lhe de informações sobre o assunto, é óbvio que ele trabalhou muito, passou longas horas no propósito de adquirir o conhecimento devido sobre as questões, e soube aproveitar tão bem essa experiência de envolvimento com seu trabalho, propósito e missão que hoje é uma referência mundial no estudo da psicanálise.

Portanto, com esse grande exemplo de Freud pode-se perceber que tudo tem um tempo certo para acontecer e por isso que: dedicação, visão, planejamento, compreensão, paciência e um longo trabalho são essenciais para que qualquer desejo seja realizado no tempo certo.

O que adianta querer ser mãe, por exemplo, caso você não tenha certeza desse processo? Ou o que adianta decidir casar, caso não esteja pronto realmente para esse compromisso?

É preciso ponderação, reflexão, estudo e claro, autoconhecimento… Fazer as coisas às pressas não traz resultados satisfatórios, é claro, que ao longo de qualquer processo haverá deslizes, mas também é preciso aprender com isso, estar consciente dos caminhos que se toma em relação a algo ou alguém. A vida tem sempre uma via de mão dupla, às vezes é possível ir pelo caminho certo, outras vezes pelo caminho difícil, duvidoso, pesaroso, trágico, estressante.

A cura como processo final

 

autoconhecimento

 

A terapia bioenergética vem justamente para apaziguar essas dificuldades, essas lutas interiores, permitindo assim que o paciente encontre soluções para suas dores – àquelas que são físicas e também àquelas que são emocionais, que envolvem o pesar, a apatia, o desconforto, a angústia… Assim mais autoconhecimento é gerado, como uma fonte inesgotável de descobertas.

Nesse sentido é possível aprender que reenergizando-se da maneira correta, os espaços se preenchem, as dores são compensadas por sensações de otimismo e a percepção se amplia sobre quem você é; sobre o que você precisa fazer e sobre como é possível obter a cura!

Portanto, busque aproveitar melhor à vida e as situações que surgem, por mais desesperadoras que pareçam – há sempre soluções!

Clique para saber mais sobre Psicossomática.

Dúvidas e mais esclarecimentos agende uma conversa.

Abraços,

Vanessaанализ сеовк продвижениеtelegram русская версия для компьютераrealтипы ресурсных записей dnsлобановский депутатбалетки кожапрокурор Чехунов